12 dez

Voando de Balão na Capadócia!

A célebre frase de Maquiavel cai como uma luva para a Capadócia. Afinal, se precisássemos dar como exemplo uma atração onde o fim justifique o meio, aqui definitivamente seria o lugar. Para começar, Göreme (de onde saem os balões do mundialmente famoso passeio) fica longe de tudo! Longe de Istambul, de Ankara, de todos os outros pontos turísticos do país. O resultado disso é mais dinheiro gasto com passagens de avião (ou de ônibus, você decide), mais dias de viagens “perdidos” chegando e partindo (afinal você não conseguirá passear de balão no mesmo dia em que desembarcar na cidade) etc. E aí quando você finalmente chega em Göreme é informado que a van da empresa de balões que você contratou passará no hotel por volta das 4:30 da manhã para busca-lo. Sim, as 4:30. E estar pronto as 4:30, significa acordar as 4:00… Sério mesmo?

Balao-Capadocia-Tadeu-e-Thelma

Como se já não bastasse tudo isso, a única instrução que foi repetida insistentemente por todo mundo que cruzou nosso caminho (pessoal do hotel, da empresa de balões e até o garçom que puxou papo durante o jantar da noite anterior) a partir do momento em que colocamos os pés em Göreme foi “vão bem agasalhados.” “Mas muito bem agasalhado mesmo”. “Mesmo, mesmo”! Como eu sou uma pessoa que lê manuais e segue instruções, obedeci e fui praticamente fantasiada: duas calças, uma saia, duas meias, duas blusas grossas, um moletom, uma malha e um cachecol. Era a primeira vez durante toda a viagem que nós realmente sentiríamos frio, por isso eu não tinha apenas um bom casaco para me ajudar. O jeito foi colocar peça em cima de peça…

Como eu já compartilhei com vocês no post anterior sobre os preparativos do nosso voo de balão (se não leu, clique aqui), nós escolhemos e agendamos nosso passeio com a Turkey Hot Air Balloons dias antes da nossa chegada a Göreme. Por essa razão já sabíamos que o simples mas já tradicional café da manhã que normalmente é oferecido por todas as empresas (e já está incluído no preço) seria servido na sede da Turkey ao invés do espaço aberto onde mais tarde o balão seria montado (algumas empresas fazem assim). Mas lembrando do frio que fazia lá fora, fiquei eternamente agradecida ao encontrar o buffet montado num espaço com o aquecedor ligado no talo! Lembrando que o café da manhã segue o esquema turco de sempre: tomate, pepino, queijo, azeitona etc.

Balao-Capadocia-Cafe-da-Manha

Ah, eu também já falei isso no post anterior, mas como considero importante não custa repetir! Escolha e agende o passeio dias antes da data escolhida por você, nunca deixe para a última hora, ok? Sei que existem inúmeras empresas que oferecem o passeio de balão, mas sei também que tem muuuiiitaaa gente interessada em sobrevoar a Capadócia, viu? Um planejamentozinho básico pode te evitar muita dor de cabeça nesse caso!

Ficamos uns vinte minutos na sede da Turkey tomando café, quando recebemos a instrução de voltarmos para a van para seguirmos para a área de decolagem (não muito distante dali). A essa altura já eram quase das cinco da manhã e o dia estava começando a clarear beeemmm devagar! E o frio? Foi sofrido? Um pouco; só até chegarmos no local da decolagem e assistirmos alguns marmanjos desembarcarem de uma caminhonete e começarem a descarregar dela cesta, a lona, o maçarico, o ventilador…

Balao-Capadocia-Enchendo-o-Balao

Era chegada a grande hora! E nesse momento, meu amigo, você esquece do sono, do frio e se duvidar, até do seu nome. O processo não é dos mais rápidos, mas é até melhor que seja assim. Uma mistura de medo (uma bexiga tamanho GG te sustentando alguns metros do chão?) e ansiedade (Capadócia, babyyyy!) vão aos poucos te preparando para uma das experiências mais incríveis da sua vida. Porque se voar de balão já seria legal por si só, voar de balão da Capadócia é muito mais legal ainda!

Balao-Capadocia-Enchendo-o-Balao-2

Um grande ventilador que está instalado estrategicamente na boca do balão (ainda deitado no chão), vai gradativamente inflando-o, aumentando o seu volume somente com ar frio (pelo menos por enquanto). Quando o balão está metade cheio, o maçarico entra em ação e vai progressivamente esquentando ar que está dentro do bexigão, fazendo com que ele fique em pé após poucos minutos. E ele é lindo demais, gente! Não só o nosso não! Todos eles são maravilhosos! Ouvi dizer que tem gente que escolhe uma ou outra empresa buscando o mais bonito entre os centenas que existem ali. Gente, sua decisão não deve ser tomada levando isso em consideração, hein? Até porque azar o seu se o seu balão for o mais bonito do mundo! Enquanto ele voa, vai ser impossível para você fotografá-lo, lembra? Então não esquenta, todos eles são lindos, lindos!

Balao-Capadocia-Enchendo-o-Balao-3 Balao-Capadocia-Tadeu-e-Thelma-Subindo

Depois que o balão está pronto e doido para sair voando, os mesmos marmanjos que o prepararam é que estão sendo os responsáveis por literalmente o segurarem no chão. Por isso o ato de se lançar dentro da cesta também não pode levar muito tempo! O balão balança (perdão pelo trocadilho infame…), os marmanjos lutam contra a força do bexigão, a galera se joga dentro da cesta, o piloto compartilha duas ou três informações básicas e quando você se da conta… ESTÁ VOANDO! E aí tem gente que chora, gente que grita, gente que bate palma ou gente que diz quase sussurrando “me belisca que eu estou sonhando”! Essa última fui eu!

Agora chega de falar! Eu vou é encher esse post de fotos porque eu sei que é isso que vocês querem ver!

Balao-Capadocia-Baloes-3 Balao-Capadocia-Baloes-4 Balao-Capadocia-Baloes-5 Balao-Capadocia-Tadeu-e-Thelma-Voando Balao-Capadocia-Baloes Balao-Capadocia-Baloes-2 Balao-Capadocia-Baloes-6 Balao-Capadocia-Baloes-8 Balao-Capadocia-Baloes-7 Balao-Capadocia-Baloes-11 Balao-Capadocia-Baloes-10 Balao-Capadocia-Baloes-12

Foi incrível! Foi demais! Foi inesquecível! Sobrevoar a Capadócia de balão é definitivamente um passeio imperdível para todos que visitam a Turquia. O voo demorou pouco mais de uma hora e o dia estava perfeito! Para ajudar ainda mais, o nosso piloto foi muito prestativo e atencioso durante todo o nosso voo, contando histórias sobre a Capadócia e respondendo todas as perguntas do grupo.

Graças a direção e intensidade do vento, não existe um ponto exato para o pouso do balão. E é por isso que o piloto fica se comunicando com o pessoal de terra praticamente todo o voo. O piloto vai passando as coordenadas, a caminhonete vai nos acompanhando até que finalmente o balão se posiciona exatamente em cima do reboque puxado pela caminhonete. E isso não é um exagero. É exatamente em cima mesmo! Eu sei lá como é que o piloto consegue isso! Só sei que acertar um balão daquele tamanho num mini-guincho fecha com chave de ouro o passeio! Ah, e depois rola até um espumante para comemorar e distribuição de certificado parabenizando todos pelo feito! Afinal, aqui é a Capadócia, babyyyy!

Balao-Capadocia-Descendo Balao-Capadocia-Baloes-13 Balao-Capadocia-Brinde
Quer saber como chegar, onde se hospedar, com qual empresa voar? Clique aqui!

(Viagem realizada em março-14).


Talvez você goste destes posts também...


Não seja egoísta... Compartilhe! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *